domingo, 1 de julho de 2007

29. O encontro entre Woodward e Deep Throat em All the President's Men

Bob Woodward e Carl Bernstein

"Deep Throat"

All the President's Men (Alan J. Paluka - 1976) retrata a história de Bob Woodward (Robert Redford) e de Carl Bernstein (Dustin Hoffman), os dois jornalistas do Washington Post que investigaram a ligação entre a colocação de escutas na sede nacional do Partido Democrata e o executivo da Casa Branca (caso Watergate). Esta investigação levou à demissão do então Presidente Richard Nixon.

Escolhi uma cena que, na minha opinião, é crucial tanto para a investigação como para o filme, ou seja, o primeiro encontro de Woodward com o já mítico "Deep Throat" ("Garganta Funda"). O "Deep Throat" é uma das figuras centrais desta investigação e é ele que une todas as pontas soltas e os fragmentos da história e, num qualquer estacionamento subterrâneo, a fumar um cigarro, no meio das sombras retira a investigação do ponto morto:

Deep Throat: "Forget the myths the media's created about the White House. The truth is, these are not very bright guys... and things got out of hand. (...) Follow the money."

Woodward: "What do you mean? Where?"

Deep Throat: "I can't tell you that."

Woodward: "But you could tell me that."

Deep Throat: "No, i have to do this my way. You tell me what you know and i'll confirm. I'll keep you in the right direction if i can, but that's all. Just follow the money."

O rasto, do dinheiro claro, foi dar directamente a Nixon. Um excelente filme para (re)ver e para reflectir sobre a liberdade de imprensa.

5 comentários:

O Profano disse...

Boas meu AMIGO Ricardo...
Desculpa a minha ausência das cixas de coments deste novo projecto, mas tinha ainda algumas esperanças que com o calor que se tem sentido nos ultimos dias, tivesses refelctido e que retomases o teu anterior ( e grande projecto).
Mas como não, participo neste (eheh).


Este caso do "deeep troath" abalou bastantes cabeças nos EUA e ajudou á queda de Nixon.

mas temo que isto não se passa-se nos dias de hoje e muito menos em Portugal, onde os Media só pulicam e mostram as noticias que os deixam passar...
é que não nos pudemos esquecer que o jornalismo ainda é uma profissão mal paga para as funções que tem na Sociedade. E com se costuma dizer" os jornalistas também têm de comer e famíla para sustentar", logo...
Perceberás correctamente o que quero dizer...


abr...prof...

Ricardo disse...

Boas amigo Profano,

Obrigado pela visita e aguardo a tua participação.

Num dos documentários do DVD observei uma discussão interessante, ou seja, Watergate seria possível hoje?

Todos disseram que não. Em primeiro lugar porque Woodward e Bernstein iam ser chamados a tribunal e obrigados a revelar as fontes. Em caso de recusa daria prisão. Em segundo lugar porque, durante o percurso da investigação, cometeram um erro e, segundo os próprios, os blogues conservadores criariam pressão para o fim da investigação e as corporações que dominam a imprensa actual dificilmente comprariam uma guerra destas com a Casa Branca. São tópicos para reflectir.

Abraço,

Ricardo disse...

Ah, acrescento uma crítica que Woodward fez aos blogues: que não fazem investigação, só tratam rumores sem o cuidado de terem confirmação. Além disso que são agressivos porque não têm que dar a cara, nem têm que ser colocados à prova.

Cláudia Ribeiro disse...

Um excelente filme que retrata uma das maiores vergonhas americanas de sempre.

Mesmo assim, ainda amam os republicanos.

Ricardo disse...

Cláudia,

Obrigado pelo comentário. Um escândalo como o descrito neste filme afecta qualquer partido de forma profunda mas não é por isso que o partido deixa de ter capacidade para apresentar boas soluções para o país no futuro. O mais importante, na minha opinião, é retirar lições do que acontece para minimizar o aparecimento de situações como esta. Aí já estou mais pessimista.

Bjs,